Vereador diz não ter desistido da Moção contra Globo

Iniciativa de Leonardo Simões (SD) tem como foco a novela ‘Babilônia’, que mostrou beijo lésbico no primeiro capítulo

O vereador Leonardo Simões, o Pastor Leonardo (SD), garantiu ao Planeta na segunda-feira à noite, após encerrada a sessão ordinária na Câmara de Vereadores, que não desistiu de sua Moção de Repúdio contra a Rede Globo de Televisão e sua novela polêmica “Babilônia”. O beijo lésbico trocado entre as atrizes Fernanda Montenegro e Nathália Timberg, foi o motivo da Moção 002/2015 do vereador, que é evangélico. No Facebook na semana retrasada, o assunto recebeu mais de duas dezenas de “curtidas”, mas também muitos comentários negativos.

Na sessão de segunda-feira, 6, a Moção constou da pauta de votações junto com outras duas, de Cristina Reale (PR) e Hilário Ruiz (PT), mas Simões pediu a retirada da sua. Questionado pela reportagem se havia desistido da idéia, ele garantiu que não.

“Desde terça-feira (31 de março) eu havia comunicado ao presidente Salata (PP) que não era para colocar na pauta minha Moção, pois estou organizando um movimento muito forte em torno desta questão, e lhe diria quando isso poderia ser feito”, contou Simões. “Mas, para minha surpresa, a Moção veio para a pauta. Por isso pedi a retirada. Não porque desisti dela”, complementou.

Simões adiantou que fará ainda “muito barulho” com este assunto, só não explicitando se na própria Câmara ou em algum outro local. Também não deu detalhes sobre que tipo de “barulho” fará. “Mas pode escrever aí que eu virei bem forte”, enfatizou.

Na sua justificativa na Moção, Simões diz que visa “defender dentro desta Casa de Leis os valores da família, com base nos princípios éticos e cristãos que regem a nossa sociedade de forma total e absoluta”.

De acordo com o vereador, “com a estreia da nova novela da Rede Globo intitulada Babilônia já se demonstrou em suas cenas iniciais a falta de comprometimento com os valores básicos que resguardam a sociedade, e inserção apologética (sic) a fatos como: perversão moral do ser humano em todas as esferas do relacionamento interpessoal. Tais acontecimentos não podem passar despercebidos”.

“Sendo assim – prossegue o texto – nos manifestamos totalmente contrário a triste realidade que tem se instaurado nos folhetins da nobre instituição que tanto contribuiu para a ampliação da comunicação em todo o território nacional e, no entanto, hoje tem contribuído para a destruição de valores morais fundamentais para o bem-estar da sociedade, afrontando a família, as crianças e aos adolescentes, com a imoralidade propagada para a sociedade em seu horário nobre.”

Ao final, Pastor Leonardo requer “que conste da Ata dos Trabalhos da Casa, bem como seja encaminhado de ofício uma cópia aos representantes legais da Rede Globo, a referida Moção de Repúdio, a fim de dar ciência e propiciar reflexão dos fatos”.

Comentários