Turismo abre caminho para novos negócios em Olímpia

Estância contará com microcervejaria, projeto de muitos anos do olimpiense Celso Castilho Ruiz: ‘Olímpia Beer Microcervejaria’

Blond Ale, Bold, Pale Ale, Pilsen, não são nomes comuns para quem gosta de degustar uma das bebidas preferidas dos brasileiros: a cerveja. No entanto, diferente das tradicionais geladas, o que essas cervejas têm de exclusivo são a forma artesanal de produção, que preza por matéria-prima importada e fabricação minuciosa. E é esse produto que passará a fazer parte da economia e dos atrativos turísticos da Estância Turística de Olímpia, nos próximos meses.

Motivado pelo crescimento do município nos últimos anos devido ao turismo, o empresário olimpiense Celso Castilho Ruiz, está concretizando um projeto antigo de abrir uma microcervejaria na cidade. “Eu acho que agora chegou o momento oportuno porque a cidade cresceu, virou Estância Turística e acho que nós temos que investir na cidade. O turismo foi um dos motivos que me levou a acelerar a construção dessa fábrica e, visto também, que o Brasil está crescendo muito em termos de cerveja de qualidade como foi com o vinho”, explica o empresário.

A “Olímpia Beer Microcervejaria” deve começar a operar em meados de julho e inicia seu trabalho com a produção de seis a oito tipos diferentes de cervejas e chope, entre eles Blond Ale, IPA (Índia Pale Ale), Pale Ale, Pilsen, Bold, e chope Black, Pilsen e Red Ale. São bebidas inspiradas em países como Alemanha, Holanda e Inglaterra, com matéria-prima de qualidade e fermentação características desses locais. As cervejas “Ale”, por exemplo, são algumas das mais antigas do mercado e, no geral, são feitas a partir da cevada maltada e com alta fermentação.

A fábrica com endereço na esquina da Conselheiro Antônio Prado e Benjamin Constant, na área central da cidade, contará com uma loja própria para venda dos produtos e também com um Pub, que funcionará em horário especial, para degustação das cervejas. Além disso, a microcervejaria será aberta à visitação em dias e horários específicos para que o visitante conheça todo o processo de fabricação, maturação, engarrafamento e pasteurização das cervejas e, assim, possa apreciar a bebida feita em Olímpia e ainda poderá comprar souvenires para levar como lembrança da visita que fez à Estância. Tudo acompanhado por sommeliers de cerveja especializados para explicar todo o processo que preza pela degustação da qualidade, do aroma e do sabor do produto.

“Queremos atender o público em geral, a todos os olimpienses, mas, principalmente, os turistas, que vem para Olímpia. Ele vai ter algo para levar da cidade como um souvenir, por exemplo, da Cerveja Olímpia”, acrescenta Celso Ruiz.

A fábrica produzirá também cervejas que respeitem o padrão brasileiro, uma vez que o paladar é diferente do europeu. Para isso, serão fabricadas cervejas mais leves e com menor teor alcóolico.

“Vemos esse novo empreendimento com muito entusiasmo por ser mais um fruto de uma cidade que cresce a cada dia. É uma enorme satisfação saber que o olimpiense acredita em Olímpia e quer levar ainda mais o nome da Estância para outros lugares. Além disso, teremos mais um atrativo turístico de qualidade para complementar o turismo da cidade. Esperamos que outros olimpienses e investidores acreditem neste momento que a cidade vive e invistam no turismo”, pede o secretário de Turismo, Beto Puttini.

“As pesquisas de mercado deixam claro o diagnóstico da necessidade de novos atrativos como shoppings centers, galerias de souvenires, kartódromos, casas de shows com apresentações folclóricas, entre tantas outras oportunidades que os empresários podem buscar inspiração e usar da criatividade para trazer para nossa cidade”, comemora Beto Puttini, Secretário de Turismo.

Comentários