Secretária de saúde fala sobre canil

Hilário Ruiz apresenta requerimento para criação de conselho em defesa dos animais

 

Na última edição do jornal Planeta News, foi veiculada a notícia da visita do vereador Hilário Ruiz (PT) ao canil municipal e posterior reunião do edil com as voluntárias que defendem os direitos dos animais.

 

Na ocasião, o grupo levantou diversas dificuldades encontradas no setor, como obra inadequada, elevado número de animais, pouca infraestrutura e investimento insuficiente no controle da população canina

 

A reportagem entrou em contato com a Secretária Municipal de Saúde, Silvia Forte, que se dispôs a responder os questionamentos por e-mail, o que foi feito e reproduzimos a seguir. Confira a entrevista:

Planeta News:     Qual o número de animais aos cuidados do canil municipal?Silvia Forti : O canil municipal mantém, hoje, 90 cães.

PN:     Como será a estrutura no novo canil? Atenderá a demanda?

 SF: A Secretaria da Saúde solicitou a readequação do espaço, não pela questão da demanda, mas para atender às exigências da vigilância sanitária e aos procedimentos e atividades que precisam ser realizadas no local

PN:    Como é feito o processo de castração dos animais?

 Silvia: O processo de castração é realizado pelo veterinário responsável somente para atender à demanda interna do canil municipal, ou seja, dos cães apreendidos, que posteriormente são doados castrados e vacinados com orientações de posse responsável e responsabilidade do novo don

PN: Existem dificuldades no setor?

 Silvia: É oportuno frisar que a secretaria deveria ser responsável somente pelas questões de zoonoses, que representam risco à saúde da população. O bem-estar animal, abandono e a captura de animais errantes não são de responsabilidade da saúde, pois não se enquadram nos critérios de risco para a saúde pública. Essa é uma das nossas dificuldades, pois onera em muito o orçamento disponibilizado para as ações de saúde

PN: Algo mais a acrescentar.

 Silvia: Além de todas as ações realizadas, já mencionadas, é repassado anualmente, sob forma de subvenção social, o valor de R$ 14.524,98 (2014) e R$ 48.012,50 (2015), respectivamente, para ONG MIAU como complemento das ações de castração no município.

O vereador, Hilário Ruiz-PT protocolou, nesta semana, o requerimento de número 32/2015, solicitando ao prefeito a criação do Conselho Municipal de Proteção aos Animais. “É função do vereador, saber os anseios dos diversos setores, mas quem realmente pode agir é o executivo. Por isso, solicitei a criação do Conselho, o que considero de suma importância, pois os que trabalham de forma voluntária na causa podem colaborar e muito com o Poder Público. Espero que o requerimento seja aprovado na próxima sessão e, que o prefeito o crie o quanto antes”.

 

 

Comentários