Reconhecimento de Olímpia no setor da Saúde premia gestão Geninho

A distinção foi feita agora pela Secretaria Estadual da Saúde; sistema implantado na gestão passada possibilita agilidade máxima no fornecimento de informações

A Estância Turística de Olímpia, por meio do Ministério da Saúde e do setor de Vigilância Epidemiológica, foi certificada na “Premiação Estadual Sim e Sinasc” que selecionou o município pelo destaque na qualidade do banco de dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade–SIM. O evento de premiação foi realizado no dia 31 de julho no anfiteatro da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo-USP.

A certificação é o reconhecimento do trabalho de Olímpia na excelência da coleta, investigação, preenchimento e digitação das informações. O Sistema de Informação sobre Mortalidade foi criado pelo DATASUS e visa regular dados sobre a mortalidade no país. Além disso, possibilita a produção de estatísticas, indicadores de saúde e análises epidemiológicas e sóciodemográficas.

Na verdade, embora a nota oficial não dê o devido crédito, este resultado se deu graças ao trabalho de informação implementado no período em que Geninho Zuliani foi prefeito. Ou seja, trata-se, esta distinção, de mais um ítem da “herança bendita” deixada pela gestão passada.

Olímpia é um dos 130 municípios paulistas premiados na terça-feira pelo Governo Estadual. "Saúde é gestão, e gestão é informação, por isso quando estávamos à frente da prefeitura nos dedicamos a obter e entender os dados para melhor servir à população", observou o ex-prefeito Geninho.

"O registro correto das estatísticas vitais, nascimentos e óbitos, ajuda a definir as políticas públicas no setor de Saúde, como a necessidade de uma Unidade em uma região ou o maior investimento em alguma área de assistência, além de apontar as principais causas de morte", explica Geninho, chefe do Executivo Municipal em 2015/2016, quando as informações do SIM/Sinasc do Ministério da Saúde foram levantadas e conferiram para a cidade a premiação SIM e Sinasc de 2018.

Na ocasião, o município foi representado pela diretora de Vigilância em Saúde, Aparecida Niceia Mussolin, e pela Técnica em Enfermagem, Lucélia Emília Parro. Na solenidade, que premiou 131 municípios e 27 GVEs (Gerência de Vigilância Epidemiológica) destacou-se o trabalho das cidades por meio do Banco de Dados dos Sistemas de Informação sobre Nascidos Vivos e Mortalidade, e a importância de mantê-los atualizados.

Comentários