Prefeito vai trocar obra na praça pela cobertura do Recinto do Folclore

Outra proposta foi a construção do coreto na Praça Rui Barbosa, projeto também elaborado pelo arquiteto Ruy Ohtake. Os recursos a serem aplicados nesta proposta é o saldo de 2019

Obra que seria feita na praça

O Conselho Municipal de Turismo, reunido extraordinariamente na manhã de quarta-feira passada, 9, decidiu, entre outras questões, que a obra de construção do “Girinão” em plena Praça da Matriz, deverá ficar em “banho maria”, e os recursos destinados a ele serão usados em obras de cobertura do Recinto do Folclore. A informação consta da Ata da reunião do COMTUR. A reunião de quarta-feira, convocada de forma extraordinária, tinha como pauta principal a aprovação de projeto proposto pelo Poder Executivo para fins de utilização de recursos do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos-Dadetur.

O secretário de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer, Selim Murad, disse que a reunião necessitou ser antecipada devido ao prazo definido pelo Dadetur para apresentação dos projetos para apreciação do Conselho de Orientação e Controle do Fundo de Melhoria das Estâncias, que será na segunda-feira, dia 14.

A proposta apreciada pelos conselheiros foi a de utilizar o recurso destinado às obras na Praça Rui Barbosa, cujo convênio nº 175/2016 se encontra assinado (projeto elaborado pelo renomado arquiteto Ruy Ohtake), na segunda fase da cobertura da arena do Recinto de Exposições e Praça de Atividades Folclóricas e Turísticas “Professor José Sant’Anna” (o Recinto do Folclore).

“Desta forma, a municipalidade terá a garantia de finalização de uma obra, ao invés de ter duas obras iniciadas e não finalizadas por falta de recursos, e a garantia de a cidade ter um espaço adequado para a realização de grandes eventos, tanto para a comunidade como para turistas”, explicou.

Outra proposta apresentada foi a construção do coreto na Praça Rui Barbosa, projeto também elaborado pelo arquiteto Ruy Ohtake. Os recursos a serem aplicados nesta proposta é o saldo do ano de 2019, no valor de R$ 346.988,17, e o valor de R$ 562.520, correspondente a 50% do valor disponível para 2020. Colocadas em votação, as propostas foram aprovadas por unanimidade dos presentes.

Comentários