Pimenta alerta sobre uso inadequado de recursos do Estado na Assistência

Três secretarias locais estão sob vigilância de órgãos superiores de fiscalização, mas a Assistência estaria ‘pagando pessoas para ficarem nas redes sociais atacando vereadores’

Vereador Gustavo Pimenta

O vereador Luis Gustavo Pimenta (PSDB), 1º secretário da Mesa Diretora da Câmara, usou da Tribuna na sessão de segunda-feira, 2 de abril, para revelar que a política que vem sendo considerada errônea à frente de três importantes setores da Administração Pública, quais sejam a Assistência Social, a Agricultura, Indústria e Comércio, e a Cultura Esportes e Lazer, podem trazer sérias consequências econômicas e de gestão para o município da Estância Turística de Olímpia, que com isso corre sério risco de ter convênios nesta área e o consequente recebimento de verbas, cancelados.

O vereador do PSDB disse que participou de um encontro, no dia 30 do mês passado, com o secretário do Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi, quando este tema foi tratado. Pimenta não escondeu que, no caso da Assistência Social, ele próprio protocolou uma denúncia contra certos atos e decisões da responsável pela Pasta, Cristina Reale, que considera nocivos àquele órgão da administração municipal.

Vinholi está cobrando dos municípios paulistas, de acordo com o vereador tucano, melhor organização dos gestores dos órgãos de administrações públicas e, no caso de Olímpia, revelou Pimenta, os repasses de verbas para estes setores poderão ser interrompidos, ou na melhor das hipóteses, “sofrerão rígida fiscalização” da gerência administrativa de Barretos.

Já faz algum tempo que Barretos, no caso específico da Assistência Social, está em estado de “atenção especial”. Não são poucas as informações que atestam ter a secretária Cristina Reale, feito um verdadeiro desmonte na estrutura que herdou do governo anterior, cujos responsáveis faziam questão de seguir à risca as novas determinações do Governo Federal, respeitando leis, e as mudanças drásticas praticadas no setor nos últimos dez anos.

A Assistência Social, inclusive, ganhou um capítulo à parte nas conversações de Pimenta em São Paulo, onde fez a grave denúncia de que a Secretaria estaria “pagando pessoas para ficarem nas redes sociais atacando vereadores, com dinheiro público”. Diz o vereador: “Ou o município começa a pagar pessoas realmente capacitadas para desenvolver projetos voltados verdadeiramente para a população, ou emendas serão cortadas”, falas do secretário estadual.

“Olímpia corre o risco de ficar em quarto lugar na obtenção de recursos, perdendo para Barretos, Bebedouro e Guaraci. Tudo isso porque os recursos do Governo do Estado tem sido desviados para pagar pessoas para ficarem nas redes sociais atacando vereadores. São pagos com, dinheiro público”, acusou Pimenta. Ele disse que fez a denúncia e que vai “até às últimas consequências” quanto à questão.

“Ou o município se enquadra dentro do objetivo e começa a pagar pessoas realmente capacitadas para desenvolverem projetos voltados à população, ou as emendas serão cortadas”, assegurou Pimenta.

Comentários