Organização do Fefol anuncia primeiros grupos para 55ª edição

O primeiro Estado a marcar presença no festival é o Rio Grande do Sul, que será representado por três grupos, sendo que dois virão pela primeira vez à Capital Nacional do Folclore

Nesta quinta-feira, 13, a Comissão Organizadora anunciou os primeiros grupos confirmados para a edição deste ano do Festival do Folclore, começando pelo sul do país. No total são esperados mais de 50 grupos de todas as regiões do país, que serão apresentados nas próximas semanas. O Festival do Folclore da Estância Turística de Olímpia chega à sua 55ª edição e será realizado de 3 a 11 de agosto.

O primeiro Estado a marcar presença na 55ª edição do Festival é o Rio Grande do Sul, que será representado por três grupos, sendo que dois virão pela primeira vez à Capital Nacional do Folclore.

O Rio Grande do Sul, Estado que esteve representado em quase todas as edições do Festival, é lembrado por vestimentas pomposas e coreografias marcantes. Os gaúchos encantam o público com suas danças animadas e canções envolventes.

OS GRUPOS
Estreante no Fefol, o Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Passo dos Tropeiros, da cidade de Rolante, foi fundado em 26 de fevereiro de 1982. O CTG tem como lema “Essa terra tem dono”. O primeiro momento do Passo dos Tropeiros surgiu de uma das visitas de José Pires de Borba a Valdomiro Salvador da Rosa, onde falavam sobre as tradições do Rio Grande do Sul e o gosto de ambos em participarem dos eventos tradicionalistas.

E como o Valdomiro frequentava as festas e fandangos do CTG “O Fogão Gaúcho”, da vizinha cidade de Taquara, José de Borba, conhecido como “Zé Sertão”, na época, coordenador da 22ª Região Tradicionalista, sugeriu criar um CTG em Rolante. Surgiu então o projeto de um novo CTG no Rio Grande do Sul, com 24 dançarinos, que ensaiam três vezes por semana, sob a direção de Roger Isidoro.

Outro gaúcho que estará pela primeira vez no Festival de 2019 é o “Trama Arte - Cia de Dança”, da cidade de Viamão. A Cia tem como objetivo divulgar a cultura e o folclore brasileiro através da dança. Atualmente, conta com 33 dançarinos, com direção artística da professora Carina Petry Armani. O lançamento oficial da Trama Arte ocorreu no mês de setembro de 2015. Diferentemente dos tradicionais grupos gaúchos, a Cia tem como carro-chefe representar danças da Paraíba e do Maranhão.

Completando a programação do Estado no 55º Fefol, retorna a Olímpia o Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Fagundes dos Reis, da cidade de Passo Fundo. A agremiação participou do Festival de Olímpia no ano de 2016. O elenco adulto do CTG iniciou suas atividades em 2015.

Comentários