Olmos denuncia uso de carro da Saúde para buscar revista em gráfica

Publicação circulou na cidade dias atrás, porém sob fortes críticas da opinião pública, que não viu razão para tal despesa, que pode ter sido superior a R$ 12 mil

Vereador Flávio Olmos

O vereador Flávio Augusto Olmos (DEM) denunciou na segunda-feira da Tribuna da Câmara, durante a sessão ordinária da Casa de Leis, que a prefeitura municipal autorizou o uso de um veículo oficial da área da Saúde para fazer o transporte de 15 mil exemplares de uma revista de propaganda da atual gestão, à qual o Executivo Municipal chamou de “Prestação de Contas” dos dois anos do governo Fernando Cunha (PR), intitulada “2 Anos de Muito Trabalho”.

A gráfica é de Fernandópolis, Editora Ferjal Ltda, mas o veículo pode ter ido retirar a publicação em outro endereço, uma vez que a encadernação pode ter sido feita por outra empresa. A reportagem do Planeta News encaminhou e-mail solicitando detalhes do produto e seu valor, se houve licitação para escolha da gráfica, etc., mas passada uma semana não houve respostas. Mas, segundo o jornal apurou, o material pode ter custado até R$ 12 mil.

“Essa revistinha que o prefeito imprimiu essa semana (semana passada), diz em seus textos ‘vai passar a ser, vai ser assim, vai acabar com a falta de água’”, ironizou Olmos, observando que não há nenhuma afirmativa nas matérias, e que todas apenas fazem uma espécie de “profissão de fé” no futuro.

“Que ilusão, era necessário imprimir isso?”, perguntou. “Disseram que (o Executivo) usou o carro da Saúde para buscar essas revistinhas em Fernandópolis. E têm orgulho de falar que usaram um carro da Saúde para buscar essa revistinha”, complementou. “E sabem quem leu essa revistinha? Muita gente rasgou e está no lixo, é dinheiro jogado fora, isso sim é dinheiro jogado fora”, enfatizou.

De acordo com Olmos, teria havido uma economia anual de R$ 400 mil com a extinção da Imprensa Oficial do Município (transformada em Diário Oficial Eletrônico). “E aí a gente vai pegar uma revistinha dessa daqui, (e vê que )é tudo mentira”, enfatiza. “Esse governo (municipal) sabe por que não está bom. É porque contrata pessoas descapacitadas (sic)”, diz o vereador.

“O (prefeito) Cunha é mal assessorado, essa é a verdade. A prefeitura está um caos, sem água (em alguns bairros) e gastando com revistinha. Tem hora que tenho vergonha de ser vereador dessa cidade. Mas, também tenho orgulho de poder vir aqui e falar que na minha campanha prometi ser transparente, e é isso que eu faço, com orgulho”, finalizou.

LEVANDO E TRAZENDO
SECRETÁRIAS DE RIO PRETO
Outra denúncia que Flávio Olmos fez na sessão de segunda-feira, dá conta de um carro Corolla, novo, sem identificação oficial que estaria sendo usado para buscar e levar, todos os dias, as secretárias Mary Britto Silveira, de Finanças, e Eliane Abreu de Sousa, de Administração. Ambas residem em São José do Rio Preto.

“Faço um requerimento para o prefeito municipal mandar a geolocalização do carro Corolla, já briguei aqui para que os carros fossem adesivados, porque tudo indica que esse carro está levando as duas secretárias a São José do Rio Preto. E não só o Corolla, como o Honda Civic zero”, disse o vereador.

“Com essa geolocalização saberemos onde os carros estiveram. Então, estou vendo que a Administração não está com preocupação nenhuma. E doa a quem doer, sei o que estou fazendo, tenho que cobrar sim, porque uma mordomia dessas de levar duas secretárias para São José do Rio Preto, onde já se viu um negócio desses?”, contestou.

Comentários