Olímpia será sede do Concurso Moda Inclusiva

No dia 14 de junho, às 15h, a Estância Turística de Olímpia será sede do Concurso Moda Inclusiva de Olímpia. O evento será realizado na Faculdade Ernesto Riscali (Faer) e conta com o apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Assistência, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. Na oportunidade, a coordenadora e idealizadora do concurso, Daniela Auler, acompanhará a avaliação da banca julgadora local dos trabalhos inscritos pelos estudantes e profissionais da região. O vencedor receberá o tecido para confeccionar o look proposto e irá apresentá-lo na 8ª edição do Concurso Moda Inclusiva Internacional. Além da avaliação das propostas inscritas, haverá apresentação de música e dança com pessoas com deficiência da região.

Inédito no âmbito internacional, o Concurso Moda Inclusiva é anual e incentiva os participantes a lançarem um olhar fashion e desenvolverem soluções que facilitem o cotidiano da pessoa com deficiência. A criação de etiquetas e solados de calçados em braile, por exemplo, fornecem ao consumidor maiores informações sobre o produto e promovem a inclusão social do indivíduo.

A iniciativa, que propõe uma reflexão comportamental, estimula alunos, profissionais e o mercado da moda a abordarem o tema. Assim como a edição anterior, podem participar do Concurso Moda Inclusiva Internacional estudantes de cursos técnicos, universitários e profissionais da área não só do Brasil, mas de todo o mundo.

A ideia de tornar o Concurso Moda Inclusiva Internacional surgiu da necessidade de convidar participantes de todo o mundo a compartilhar soluções inovadoras que podem contribuir no bem estar e na qualidade de vida das pessoas com deficiência, além de apresentar novos conceitos à moda.

O look vencedor será apoiado com até 8 metros de tecido da empresa vicunha têxtil para a confecção das peças e participará do desfile final em um grande evento no final do ano, na capital paulista, onde os três melhores colocados serão premiados.

O Brasil tem hoje cerca de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Somente no Estado de São Paulo, esse contingente ultrapassa nove milhões. Há um grande mercado de produtos e serviços para atender as demandas específicas desse segmento.

Comentários