Olímpia deverá ter fortíssima representatividade política

Estância conta com a candidatura a deputado federal do ex-prefeito Geninho Zuliani, pelo Democratas: ‘Renovação será muito salutar para o país, com pessoas boas’

Geninho Zuliani-DEM

Nunca na história da microrregião e particularmente do município, viveu-se uma situação de tamanha pujança política. A Estância Turística de Olímpia terá nestas eleições, nada menos que dois candidatos a deputados: um a estadual, Nilton Martines, pelo PSB, e um a federal, Geninho Zuliani, ex-prefeito, pelo Democratas.  Além deles, Antônio Padron Neto, do PR, será candidato por Altair, mas pode se considerar como por Olímpia também, devido à sua profunda ligação com a cidade, onde por muitos aos exerceu seu ofício de médico.

No último domingo, 5 de agosto, foram oficializados nas convenções de seus partidos, e a partir do dia 16 próximo já poderão começar a fazer campanhas e toda movimentação com vistas a convencer o eleitorado com suas propostas de trabalho e ideias de projetos.

Geninho Zuliani, por exemplo, faz parte daquele grupo de postulantes que acredita na renovação do quadro político nacional. Ele tem consciência de que o trabalho será árduo, o Brasil tem muitas questões importantes pendentes, inclusive com a votação de três reformas estruturantes para o país. “Então precisamos ter um Congresso sério, parlamentares verdadeiramente comprometidos com a sociedade, pensando no futuro do Brasil realmente”, analisa.

Geninho, cujo número de campanha é 2550, acha que a renovação do parlamento será muito salutar para o futuro do país, “se agregarmos no Congresso pessoas boas, que pensam nas próximas gerações”. Sua base preferencial será sempre sua região, embora tenha múltiplas regiões para atender.

Geninho Zuliani foi candidato a vereador em Olímpia com 19 anos,  exerceu o cargo por três legislaturas seguidas, sendo presidente da Casa de Leis e depois prefeito de Olímpia por duas gestões, revolucionando a cidade,  inclusive transformando-a em Estância Turística, além de trabalhar arduamente para oficializa-la como Capital Nacional do Folclore. “Eu acho que a gestão pública é a minha vocação. Então, sou muito grato por estar tendo a oportunidade de disputar essa eleição, não de forma aventureira, mas de uma forma consistente”.

Comentários