OAB elege nova diretoria em Olímpia e São Paulo

Marcos da Costa é reeleito presidente da OAB de São Paulo e, em Olímpia, Márcio Diniz assume a presidência

Aconteceram simultaneamente em todo o Estado de São Paulo no dia 18 de novembro, quarta-feira, as eleições para definição da presidência e diretoria das lideranças da Ordem dos Advogados do Brasil-OAB. Em Olímpia, duas subseções receberam os votos dos associados.

O atual presidente da seccional paulista da Ordem, Marcos da Costa, foi reeleito ao cargo. O segundo lugar na disputa ficou com Ricardo Sayeg, seguido por Sergei Cobra, João Biazzo, Hermes Barbosa e Anis Kfouri.

No município, a chapa única, composta pelo presidente Márcio Eugênio Diniz, pelo vice-presidente Edson Rodrigo Neves, pela secretária geral Silvana de Sousa, secretária-adjunta Lígia Fernanda de Lima Velho e tesoureiro Leonardo Rossi, recebeu a maioria dos votos válidos, vencedora o processo de escolha para o triênio 2016-2018. A chapa deverá assumir após a gestão atual, que se encerra em dezembro de 2015, e cujo presidente é Ricardo José Pereira Perrone.

“Foi muito produtivo o período que ficamos à frente da subseção local. Conseguimos a continuidade da Escola Superior de Advocacia, que esteve em vias de ser fechada na subseção, com cursos e capacitações para nossos advogados olimpienses, além da reforma total do prédio e pleitos junto ao Tribunal de Justiça em prol da advocacia”, disse Perrone.

Um dos principais serviços oferecido pela OAB de Olímpia é a assistência jurídica gratuita, chamada Casa da Cidadania. “Orientamos para ações e quem não tem condições de pagar um profissional, posteriormente à análise, nomeamos um colega para que faça a defesa”, informou.

O novo presidente, Márcio Diniz, disse que será dada continuidade ao trabalho já realizado por Perrone. “Tentaremos buscar mais recursos para a classe na OAB São Paulo em um trabalho conjunto entre a nova diretoria, bem como os advogados olimpienses, buscando um novo caminho administrativo”, disse Diniz. “A advocacia é prerrogativa e essencial à sociedade, por isso precisamos ser mais ativos em todos os segmentos, bem como parceiros da administração pública”, concluiu.

 

 

Comentários