MP inicia apuração de denúncia contra secretário

 

                        O Ministério Público abriu procedimento para investigar denuncia de enriquecimento ilícito. A informação está publicada na edição do Diário Oficial do Estado do dia 7 de fevereiro passado.

                        O procedimento aberto pela Promotoria tem o número MP 42.0355.0000099/14-5 e cita nominalmente o secretário de Finanças do município, Cleber José Cizoto, e visa obter informações preliminares para avaliar a existência ou não da prática de Improbidade Administrativa, capitulada no artigo 9º da Lei nº 8.429/92, que diz textualmente: “Constitui ato de improbidade administrativa, importando enriquecimento ilícito, auferir qualquer tipo de vantagem patrimonial indevida em razão de cargo, mandato, função, emprego”.

                        Em busca de informações mais detalhadas sobre o assunto, a reportagem procurou a Promotoria dos Direitos do Cidadão e foi instruída a buscar detalhes junto à Assessoria de Imprensa do Ministério Público em São Paulo, onde obtivemos a seguinte informação a respeito:

                        “Com base em notícia anônima, denunciando suposto enriquecimento ilícito de agentes públicos em Olímpia, a Promotoria de Justiça instaurou procedimento preparatório de inquérito civil. Nesse procedimento foram solicitadas informações à Prefeitura Municipal, que tem 30 dias de (prazo que pode ser prorrogado por mais 30 dias) para enviar a resposta ao Ministério Público. A partir das informações solicitadas, entre outras diligências, poderá ou não ser instaurado o Inquérito Civil”.

 

                        De acordo com o esclarecimento acima, trata-se de procedimento preparatório para obter informações que podem resultar na abertura de inquérito ou no arquivamento do procedimento, dependendo do teor das informações solicitadas à prefeitura municipal.

 

Procurado pela reportagem, o secretário enviou a seguinte nota: “Tive acesso a denúncia e na oportunidade fiquei surpreso com a maldade e subjetividade da mesma, infelizmente não poderei processar ninguém por se tratar de uma denúncia apócrifa. Trabalho como contabilista desde os 15 anos de idade, tenho centenas de clientes e o que possuo foi adquirido ao longo da minha vida profissional, estando tudo constante nas declarações de imposto de renda ao longo da minha vida profissional. Assim, meus bens são totalmente  compatíveis com meus rendimentos.  Aceitei o convite para ser secretário e estar na vida pública para colaborar com minha cidade e desde então tenho feito meu trabalho com muito zelo e transparência, com o objetivo de levar aos cidadãos melhor qualidade de vida”

Comentários