Juíza cobra de Geninho clínica para dependentes

Andréa Palma falou sobre o assunto em seu discurso na posse dos tutelares

 

A juíza titular de Olímpia, responsável pela 2ª Vara de Justiça, cobrou do prefeito Geninho (DEM) a implantação em Olímpia de uma clínica para dependentes químicos, assunto já tratado com o prefeito tempos atrás. A cobrança foi feita durante discurso na cerimônia de posse dos cinco conselheiros tutelares de Olímpia, na tarde do dia 29 de abril, no prédio da Secretaria de Educação. Para a magistrada, uma clínica se faz necessária na cidade porque o problema dos viciados “é um problema mais social que de polícia”.

 

O prefeito respondeu logo em seguida à juíza, dizendo ser esta sua próxima meta, no âmbito social. “Trata-se de um projeto das igrejas, da prefeitura e do Governo”, discursou. Para ele, uma clínica deste gênero na cidade incentiva “o emprego, a religiosidade e o tratamento”. Há poucas clínicas no Estado, e a última a ser instalada foi em Botucatu.

 

Os conselheiros tutelares tomaram posse nos cargos em cerimônia da qual participaram mais de 100 pessoas, entre familiares, amigos e autoridades, na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Educação. Ele foram eleitos com os votos de 3.080 eleitores. O mais votado foi Fernando Roberto da Silva, o Fernandinho, com 577 votos. O segundo colocado foi Tarcisio Cândido de Aguiar, com 476 votos. Marilene Baú de Souza, recebeu 293 votos; Ana Paula Ribeiro, 255, e Daniel César Garcia, 250 votos.

Comentários