Jori custará este ano 5% do gasto de 2010

Na 14ª edição foi gasto cerca de R$ 1,5 milhão, segundo o prefeito; crianças ficarão sem aulas

 

 

O prefeito Geninho (DEM) garantiu recentemente que as despesas para a realização da 16ª edição dos Jogos Regionais do Idoso em Olímpia, “não chegarão a 5%” do que foi gasto na 14ª edição, em 2010. Naquela ocasião, segundo o próprio prefeito, saiu dos cofres da prefeitura cerca de R$ 1,5 milhão. Para este ano, a previsão é chegar a no máximo R$ 75 mil, fora a verba estadual. O Jori será realizado de 29 de março a 1º de abril.

 

O gasto exorbitante com a realização dos jogos em 2010 teria sido, inclusive, fonte de desgaste na relação entre o prefeito e o então secretário de Obras, Gilberto Toneli Cunha, que segundo informações de bastidores reclamava que teve que parar obras para cumprir com o compromisso financeiro firmado em torno do evento. “Foram investimentos em equipamentos esportivos”, justificou o prefeito, acrescentando que naquela ocasião, o município não recebeu verba do Estado.

 

A verba não veio, segundo ainda Geninho, por causa de uma dívida do município com a Secretaria Estadual de Esportes-SEE, por conta do lendário “ginásio fantasma”, equipamento que deveria ter sido construído em Olímpia e não foi, nos idos dos anos 80. O prefeito diz que agora está tudo bem, e a verba virá. “Estamos pagando R$ 8 mil por mês (ao Estado) por causa do ginásio não construído”, reclamou.

 

TRÊS MIL ATLETAS

Para a edição deste ano dos jogos dos idosos, a Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude, liberou para Olímpia R$ 216 mil, sendo R$ 180 mil de responsabilidade do Estado e R$ 36 mil de responsabilidade da prefeitura, conforme convênio (nº 005 /2012) assinado entre as partes em 1º de março. O município ainda tem a possibilidade de arrecadar outros cerca de R$ 60 mil com as inscrições de atletas, calculadas em cerca de três mil, conforme Geninho.

 

“Serão cobrados entre R$ 15 a R$ 20 por inscrição de atletas. Este dinheiro irá para a alimentação, hospedagem, locação de colchões, arbitragem”, explica. Portanto, o caixa do Jori terá, além dos R$ 216 mil do convênio, o dinheiro das inscrições de agora, e outros R$ 45 mil que estariam aplicados pelo Fundo Social de Solidariedade, dinheiro que teria sobrado de 2010. É baseado nisso que o prefeito acredita que os gastos “não chegarão a 5%” do que foi em 2010.

 

SEM AULAS
O 16º Jori, no entanto, irá atrapalhar o calendário escolar. O município irá necessitar de uma estrutura que acomode as cerca de três mil pessoas esperadas. E por ser um público “diferenciado”, como diz Geninho, terão que ficar, no máximo, seis em cada sala de aula. Assim, serão ocupadas praticamente todas – se não todas -, as escolas municipais. Nos cinco dias dos jogos, “as crianças ficarão três dias sem aulas”, adianta o prefeito.

 

“Depois elas compensam ao longo do ano, dentro da carga letiva normal”, finaliza.

Jogos Regionais do Idoso 2010

 

TERCEIRO LUGAR

Na 14ª edição dos jogos, os atletas olimpienses da Terceira Idade ficaram em terceiro lugar, com o município de São José do Rio Preto sagrando-se campeão, e José Bonifácio conquistando o vice-campeonato geral. Em 2010 a competição reuniu 2,5 mil competidores com mais de 60 anos. Olímpia foi campeã na modalidade coreografia, vôlei masculino e xadrez feminino. A cidade conquistou ainda bons resultados em várias categorias, como no atletismo e na natação.

Comentários