IPTU teve inadimplência de 40%, segundo secretário

Sistema eletrônico de ajuizar tributos em atraso será implantado ainda este ano

Os carnes do Imposto Predial e Territorial Urbano-IPTU, já foram enviados para o banco que deverá encaminhar à gráfica e deve começar a chegar na próxima semana ao contribuinte. A informação é do secretário municipal de Finanças, Cleber José Cizotto, em entrevista exclusiva ao Planeta. Ele informou também que a primeira parcela terá vencimento no dia 10 de fevereiro próximo.

Cizotto disse ainda que a inadimplência dobrou no último ano: “A média era em torno de 20%, e este último exercício dobrou, foi para 40%”. Para o secretário o contribuinte perdeu em não pagar, pois não haverá este ano o PRT-Programa de Recuperação de Tributos, somente o parcelamento já existente, mas com a cobrança de multas e juros, dos débitos dos últimos quatro anos, podendo assim ter o nome negativado, além de perder o desconto do “Fique Azul”, que beneficia o bom pagador.

O secretário disse que muitos já procuraram a prefeitura no final do ano, o que evitou que a inadimplência fosse ainda maior. “No final do ano as pessoas já viram que acabaram as pendências judiciárias e que se não pagarem serão inscritos na divida ativa, a procura aumentou e se estendeu no início deste ano”.

Cizottto alerta ainda que: foi realizado convênio com os cartórios, e que todo o trâmite de protestos será informatizado, ou seja, o próprio sistema verifica se foi efetuado o pagamento, se não, será automaticamente ajuizado e enviado para os três cartórios que automaticamente farão a cobrança. “O último concurso público já aprovou candidatos para a função e o setor será implantado no máximo até março”.

O valor arrecadado no último ano, segundo Cleber Cizotto, foi de R$ 6 milhões, dos R$ 10 milhões esperados. “Temos expectativa que neste ano a arrecadação chegará aos R$ 8 milhões, voltando a ter a média de somente 20% de inadimplência, ou até baixe com esse novo sistema de cobrança via cartório”.

Comentários