Guarani demite 150 funcionários

Segundo noticiou hoje o jornal Diário da Região, de São José do Rio Preto, o grupo Tereos fez várias demissões. Segue abaixo, na íntegra, a notícia do jornal riopretense:

 

A Guarani demitiu cerca de 150 funcionários ontem. De acordo com a empresa, foram desligados profissionais das sete unidades industriais do Estado. Na região de Rio Preto, a usina produtora de açúcar, etanol e energia elétrica tem plantas nas cidades de Severínia, Olímpia e Tanabi. O Diário apurou que houve demissões nos setores administrativo, agrícola e na indústria, inclusive de gestores de áreas.

As demissões fariam parte de uma reestruturação. Não foram informadas quantas demissões ocorreram especificamente na região. Em nota, a Guarani confirmou o desligamento de cerca de 150 de seus 13 mil colaboradores de diferentes áreas e níveis e informou que dará apoio para que busquem novas oportunidades de trabalho e extensão de assistência médica. Os sindicatos dos trabalhadores na indústria de alimentação de Olímpia e químicos de Rio Preto não tinham informações sobre as demissões ocorridas na empresa.

A Guarani possui sete unidades industriais, localizadas no Estado. São elas: Cruz Alta (Olímpia), Tanabi e Severínia, na região de Rio Preto, além de Andrade, Mandu, São José e Vertente (controle compartilhado com o Grupo Humus); e uma unidade industrial em Moçambique, na África. Sua atividade principal é a transformação da cana-de-açúcar em açúcar, etanol e energia. A Guarani iniciou a safra 2012/13, em abril, com previsão de crescimento de 13% no processamento de cana-de-açúcar para produção de açúcar, etanol e energia, segundo dados disponíveis no site da empresa.


Comentários