Feriado da Consciência Negra vai acabar

Em vigor na cidade desde 2008, por meio da Lei 3.328, de 12 de novembro daquele ano, o feriado da Consciência Negra, dedicado à memória de Zumbi dos Palmares, vai acabar. Isso só não ocorrerá se os vereadores olimpienses se opuserem. O Executivo Municipal mandou à Casa de Leis, na segunda-feira passada, 23, o projeto de Lei 4.809, alterando o Artigo 1º da Lei que instituiu o feriado. O artigo 1º do PL, diz que os feriados municipais a partir deste ano serão 2 de março, 24 de junho e Sexta-Feira da Paixão.

 

A derrubada do feriado de Zumbi é vontade manifesta não só do presidente da Associação Comercial e Industrial de Olímpia-ACIO, Flávio Vedovato, como também do prefeito Geninho (DEM), que consideram a data sem atividade comercial prejudicial à cidade enquanto Estância Turística. Quanto ao autor da Lei, ex-vereador Antônio Delomodarme, o Niquinha, a postura em relação a esta decisão sofreu radical mudança.

 

“Deixa acabar”, disse ela à reportagem do Planeta. “Eu conversei com o prefeito e ele me explicou suas razões. Não vou por obstáculo nenhum. Se acham que é melhor para todos, para a cidade turística, não vamos ser empecilho com um feriado”, complementou.

 

Mas ele manifesta a esperança de que um dia este feriado possa voltar, inclusive em nível nacional. “Em Olímpia a maioria é negra, como no Brasil. Depois, o prefeito e os vereadores que se entendam com eles”, disse, referindo-se aos eleitores negros.

 

O PL em questão altera o artigo 1º da Lei 3.328, de 12 de novembro de 2008, que dispõe sobre a fixação de feriados municipais, que passará a vigorar com a seguinte nova redação: “Artigo 1º - Ficam fixados como feriados municipais o dia 2 de março, data em que se comemora o aniversário da cidade, o dia 24 de junho, dia do Padroeiro São João Batista e Sexta-Feira da Paixão.”

 

O projeto foi deliberado na segunda-feira, vai às primeira e segunda votações e redação final até dia 9 de março, em duas sessões ordinárias. Necessita de votos da maioria simples da Câmara, ou seja, cinco votos, para ser aprovado.

 

Há tempos o presidente da ACIO, Flávio Vedovato Arantes, vem se manifestando pelo fim do feriado. Para ele, neste dia o ideal seria um “feriado facultativo”, ou seja, o comerciante que quisesse poderia abrir suas portas. O prefeito também já havia se manifestado de público contra a data, alegando ser prejudicial ao município, enquanto polo turístico.

 

O feriado iria agora para seu oitavo ano, já que em 2008, quando foi aprovado, a data já foi comemorada. Este ano cairia em uma sexta-feira. Estava, inclusive, na relação de feriados elaborada pela prefeitura municipal publicada na Imprensa Oficial do Município no final do ano passado.

 

A data de 20 de novembro foi escolhida para a celebração do Dia da Consciência Negra por ser esse o dia da morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, morto no ano de 1695. O objetivo era fazer uma reflexão sobre o relevo da cultura e do povo africano e o impacto que tiveram na evolução da cultura brasileira.

 

Comentários