Engenheira Tina Riscali assume o DAEMO e revela planos

Engenheira Tina Riscali

 

                A Engenheira Tina Riscali aceitou o desafio de assumir a Superintendência Geral do Departamento de Agua e Esgoto do Municio em substituição ao Engº. José Augusto Gianoto, exonerado pelo prefeito Fernando Cunha depois de seguidos desentendimentos.

                Sobre a importante função, encaminhamos à nova  titular do setor de abastecimento e meio ambiente questões relativas às ações necessárias para a melhoria da eficiência no abastecimento, conforme segue:

 

PN – Sabemos que perto de 40% da água tratada se perdem na rede em razão de vazamentos, obstruções e outros fatores. Como pretende equacionar o problema?

R: Atualmente pelos indicadores da DAEMO Ambiental as perdas de água contabilizadas entre: produção, reservação e distribuição de água estão em torno de 25% bem abaixo da média nacional que é 40% (fonte SNIS ano 2009), segundo o Guia Prático, Técnicas de operação em sistemas de abastecimento de água, Pesquisa e Combate a Vazamentos Não Visíveis, Ministério das Cidades, Brasília, SNSA, 2007.

 

Pela facilidade de cálculo, este índice de perdas é amplamente adotado no Brasil, pode se considerar que:

IPD* > 40 % ------------Sistema com mau gerenciamento

40 %>IPD< 25 % ---- - Sistema com gerenciamento de nível intermediário

IPD< 25 % -------------Sistema com bom gerenciamento

*Índice de perdas na distribuição (IPD) = (Volume disponibilizado – Volume utilizado)/Volume disponibilizado

 

Como se pode observar a DAEMO Ambiental está entrando no nível de sistemas bem gerenciado, para tal pretendemos continuar com o processo de setorização já em andamento, Monitoramento de Pressões, Medição de vazões e volumes, Detecção de vazamentos ocultos e Combate a fraudes, tais como: Medidas de Prevenção que consistem na utilização de equipamentos e materiais que mitigam ou dificultam a disseminação de fraudes ou ligações clandestinas:

- Caixas de hidrômetros reforçadas e lacradas.

- Dispositivos que dificultem a manipulação do cavalete

- Capsulas de suspenção do fornecimento de água

- Lacres de reconhecida qualidade.

- Instalação de cavaletes dentro das caixas de proteção

 

e ainda, medidas de Contenção que consistem em ações de fiscalização para identificar ligações fraudadas ou clandestinas:

- Inspeção regular de hidrômetros cavaletes e desvios de ramais.

- Utilização de válvula geradora de golpe de aríete e geofone para localização de by-pass

- Verificação do nível de fraudes no balanço hídrico para intensificação nas áreas de maior ocorrência.

- Aplicação de medidas severas e exemplares quando identificada a fraude.

- Acompanhamento de áreas de invasão e litígio.

- Acompanhamento de novos loteamentos com obras sem pedido de ligação provisória de água.

 

PN – A Estação de Tratamento de Esgoto, construída pelo DAEE, já concluiu 60% das obras e paralisou os serviços. Como espera convencer o órgão estadual a retomar as obras?

R: Não será necessário convencer o órgão estadual, visto que as obras estão em andamento com o cronograma em 67% concluído.

 

PN – A autarquia tem planos de concluir o emissário, que já está pronto além do Thermas, e leva-lo até a ETE? Quando?     

R: O interceptor de esgoto está com as obras em andamento, com 95% concluídos faltando apenas aproximadamente 200 metros para chegar à Estação Elevatória localizada na ETE.

 

PN – O complexo sistema de abastecimento funciona por um eficiente esquema que interliga a captação do Olhos D’Água aos diversos poços existentes, alguns com altíssima produtividade (vazão). A senhora pensa em melhorar o sistema?

R: Sim, este ano perfuramos dois novos poços no aquífero Bauru, recuperamos um poço neste mesmo aquífero e ainda estamos perfurando 02 novos poços no Aquífero Guarani, além das ações de manutenção e melhoria continua do Sistema de Abastecimento de Água.

 

PN – Pelas ações ao longo do tempo, a atual rede de abastecimento, embora antiga, com algumas medidas técnicas e intervenções pontuais ainda tem capacidade para abastecer a cidade por mais 50 anos. Como pretende lidar com a questão?           

R: A Divisão Técnica da DAEMO tem um programa continuado de substituição de redes e implementação de novos ativos e melhorias dos existentes para garantir o abastecimento de água perenemente.

 

PN – A autarquia responde também pelo meio ambiente e a senhora herdou a paixão ambientalista do saudoso Reverendo Francisco, seu projeto já está imaginado? Pode detalhar?

A ideia é dar continuidade aos projetos já existentes e aprimorá-los. Atualmente, desenvolvemos muitos projetos ambientais na DAEMO Ambiental:

- Visita à Nascente: os alunos das escolas municipais têm a oportunidade de conhecer a nascente do Córrego Olhos D’água, nosso córrego de abastecimento de água;

- Conhecendo a ETE: os alunos conhecem a Estação Compacta de Tratamento de Esgoto e todo o processo de coleta e tratamento de esgoto realizado no município;

- Horta nas Escolas: são implantados os canteiros nas escolas para, posteriormente, receber as sementes e mudas, através do plantio realizado pelos alunos. Os professores dão continuidade ao processo, fazendo saladas e sucos com os alunos, desta forma, eles conseguem ter a percepção do ciclo do alimento até chegar a sua mesa.

- Oficina de Composteira Doméstica: os municípios brasileiros produzem por volta de 50% de resíduo orgânico, na Estância Turística de Olímpia não é diferente. Desta forma, a oficina tem como objetivo orientar a população sobre os benefícios de se ter uma composteira doméstica em sua residência, com o objetivo de reduzir os resíduos que são encaminhados para o Aterro Sanitário e, ao mesmo tempo, produzindo composto orgânico e biofertilizante que podem ser utilizados em canteiros e vasos de plantas da residência.

- ECOPONTO: equipamento público destinado ao recebimento voluntário de pequenos volumes de Resíduos da Construção Civil (até 1 m³), resíduos volumosos (sofás, móveis, colchão), eletroeletrônicos, lâmpadas, pilhas, baterias, animais mortos de pequeno porte e também funciona como PEV (Ponto de Entrega Voluntária) de resíduos recicláveis (papel, papelão, vidro, plástico, metal e óleo de cozinha usado). Desta forma, a DAEMO Ambiental possui contrato com empresas para a destinação adequada desses resíduos para minimizar o impacto no meio ambiente.

- Coleta de pneus: a DAEMO Ambiental faz a gestão destes pneus inservíveis realizando coleta periódica nas borracharias, ECOPONTO Municipal, transportadoras, oficinas, auto centers e demais geradores. Os pneus são encaminhados para a empresa Interag Reciclagem de Pneus em Tabapuã- SP.

- Papa-pilhas e baterias: são confeccionados e entregues aos órgão públicos e privados, para ampliação dos pontos de coleta desses resíduos.

- Autorização de Erradicação: o munícipe que tem interesse em erradicar ou realizar poda drástica na árvore, no passeio público, em frente à sua residência, deve se dirigir a DAEMO Ambiental e solicitar a Autorização, junto a Divisão de Meio Ambiente. A Autorização se faz necessária, para que o setor possa fazer a gestão da arborização urbana no município e orientar a população sobre os benefícios da mesma.

- Formação continuada de podadores: também faz parte da gestão da arborização urbana no município e ocorre uma vez ao ano, visando conscientizar os podadores sobre a realização correta da poda nas espécies arbóreas no município. Apenas podadores que realizaram o curso e estão cadastrados na Divisão de Meio Ambiente, podem realizar serviços de poda na Estância Turística de Olímpia.

- Feira Permanente de Doação de Mudas: ocorre todas as terças-feiras, das 8h às 16h, em frente à sede administrativa da DAEMO Ambiental, visando ampliar a cobertura vegetal arbórea, beneficiar a biodiversidade e promover a melhoria da qualidade ambiental do município. Até o momento foram doadas 8.325 mudas.

- Viveiro de Mudas Municipal: a população também pode retirar mudas no Viveiro de Mudas Municipal, que está sob a Gestão da DAEMO Ambiental desde o começo de 2018. O viveiro funciona das 7:30h às 16h, durante a semana e das 8h às 11h aos sábados.

- Plantios em praças, áreas verdes e áreas de preservação permanente: também são realizados plantios para aumentar a cobertura verde em nosso município.

- Espaço Árvore: com o objetivo de aumentar a infiltração de água no solo, minimizar efeitos de enxurradas e ampliar o berço das árvores para diminuição de conflitos com os passeios públicos, o espaço árvore deve ser um espaço de 40% em relação a passeios públicos 2 metros de largura e está sendo implantado em prédios públicos do município.

- Feira de Adoção Responsável de Animais: ocorre toda quarta-feira, em frente a sede administrativa da DAEMO Ambiental, das 9h às 12h, e também esporadicamente, aos sábados na praça da Matriz.

- Centro de Acolhimento Animal: está sendo construído para atender a demanda de animais abandonados e vítimas de maus tratos que acomete o município, atualmente. No Centro de Acolhimento, esses animais terão atendimento e instalações adequadas para sua acomodação e serem adotados pelos munícipes.

- Controle populacional de cães e gatos: atualmente a DAEMO Ambiental possui contrato com um veterinário para a realização da castração de 1650 animais, sendo 1200 cachorras e 450 gatas. Esse serviço visa atender a população de baixa renda, que não possui condições para castrar seus animais.

- Microchipagem animal: quando do procedimento de castração os animais já são microchipados para que possamos fazer o gerenciamento desses cães e gatos no município.

- Atendimento a Maus Tratos e Abandono: a DAEMO Ambiental conta com um veículo para o atendimento de denúncias de maus tratos e abandono no município. O atendimento é realizado mediante protocolo de denúncia no setor de atendimento da DAEMO Ambiental.

- Licenciamento Ambiental: mediante convênio com a CETESB, através do Licenciamento Municipalizado de baixo impacto, a Divisão de Meio Ambiente emite licenças e pareceres ambientais e, atualmente, visando o melhoramento do processo está implantado o licenciamento ambiental zero papel, através do Sistema Obra Fácil.

- Fiscalização Ambiental: com início em 2016, atualmente a Divisão de Meio Ambiente conta com 3 fiscais ambientais que atendem descarte irregular de resíduos, arborização urbana, habite-se, queimada urbana, licenciamento ambiental. A equipe realizou o levantamento de todos os pontos de descarte irregular de resíduos no município e implantou placas de “proibido jogar lixo” e realizou a conscientizando no entorno, através de panfletos para que os munícipes se conscientizassem sobre o descarte correto no ECOPONTO. Esse trabalho se iniciou no ano de 2018 e o planejamento é que ele ocorra uma vez ao ano nos anos subsequentes.

- Programa Município Verde Azul: A Secretaria de Estado de Meio Ambiente lançou em 2007 o Programa Município Verde Azul. Este programa visa à estimulação e a capacitação das prefeituras em criar uma agenda ambiental estratégica. Em 2009, foi assinado a adesão da Estância Turística de Olímpia a esse programa. Todos os anos são lançados desafios a serem cumpridos em 10 diretivas: Esgoto Tratado, Resíduos Sólidos, Biodiversidade, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Cidade Sustentável, Estrutura Ambiental e Conselho Ambiental.

- COMDEMA: Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – COMDEMA é um organismo colegiado local, de caráter consultivo, deliberativo, recursal e de assessoramento do Poder Público Municipal, com a finalidade precípua de contribuir com a implementação da Política Ambiental e questões referentes ao equilíbrio ambiental, desenvolvimento urbano e melhoria da qualidade de vida dos munícipes (Lei Complementar nº 63, de 17 de abril de 2009).

- Coleta Seletiva na DAEMO Ambiental: atualmente está sendo implantada a coleta seletiva na DAEMO Ambiental, desta forma, visando a implantação do sistema A3P, este é o primeiro passo para a implantação da agenda ambiental na administração pública. O objetivo é fazer da DAEMO Ambiental um projeto piloto para a implantação do sistema A3P em outros prédios públicos do município.

- Palestras e conscientização em jornais e rádios: a Divisão de Meio Ambiente realiza palestras de conscientização ambiental em escolas, empresas, SIPATs, centro do idoso e estamos sempre à disposição, quando somos acionados nas rádios, sobre algum assunto ambiental.

- Eventos: A DAEMO Ambiental está sempre presente com a Tenda Ambiental em eventos, doando mudas e cartilhas de conscientização ambiental.

- Capacitação Secretaria de Educação: a Divisão de Meio Ambiente tem uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação e todos os anos desenvolve, através de palestras e oficinas a capacitação dos professores, coordenadores e diretores da Rede Municipal de Ensino.

Para o próximo ano (em estudo):

-> Reforma do viveiro de mudas municipal e da casa já existente, para funcionamento do Centro de Educação Ambiental no local.

-> Implantação de dispositivos para coleta seletiva no município. Foram adquiridas 20 “lixeiras” com capacidade para 2 m³ de resíduos recicláveis.

Comentários