Empresário joga entulho e local vira ‘lixão’

Já faz muito tempo que moradores das Cohabs I e II, Jardim Leonor, Menina-Moça, Village Morada Verde e até do Jardim Paulista têm reclamado do “lixão” a céu aberto que se formou às margens da vicinal Álvaro Britto, quase no encontro com a avenida Desembargador José Manoel Arruda.

Já são quase cem metros de extensão de entulhos, lixo doméstico e toda sorte de material inservível, que tem gerado mau cheiro, conforme a reclamação daqueles moradores, que temem ainda acidentes que podem ser provocados por urubus que se juntam ali todos os dias.

Procurado para falar a respeito, o secretário municipal de Obras e Engenharia, Renê Alexandre Galetti, disse ao Planeta que “tem notícia de que não é um ‘lixão’”, explicando que “um empresário estava fazendo reforma no estabelecimento e tentou dar um ‘jeitinho brasileiro’, e num sábado e domingo jogou lá seus entulhos”.

Segundo ele, a prefeitura fez um Boletim de Ocorrência e agora aguarda o laudo pericial da polícia científica para tomar providências. “Predomina entulho, existe um buraco no fundo, quem passa vê placas de concreto. Vamos tirar, só estamos esperando a Polícia Científica dar o laudo. Devemos processar (o empresário) por dano ambiental”, completou.

Comentários