Em Olímpia, 41.115 eleitores estão aptos a votar, sem biometria

Mas a partir das eleições de 2020 a votação na Estância será pelo sistema digital; as inscrições no Cartório Eleitoral terminarão em dezembro de 2019

De acordo com informações obtidas pela reportagem do Planeta News junto ao Cartório Eleitoral de Olímpia na manhã de ontem, quinta-feira, 27, estão aptos a irem às urnas nesta eleição de 7 de outubro, na Estância Turística, 41.115 eleitores. Não haverá ainda, a votação biométrica, uma vez que a cidade não conseguiu completar o total de votantes no período do recadastramento. Somando a Comarca, composta para efeito eleitoral também por Altair, Guaraci e Severínia, mais de 65 mil cidadãos estão aptos a votar.

No dia 7 de outubro o eleitor irá votar para eleger o governador do Estado, o deputado estadual, o deputado federal, dois senadores e o presidente da República. Olímpia e a comarca não têm segundo turno, que nos municípios onde haverá, será no dia 28 de outubro.

No que diz respeito ao cadastro biométrico, Olímpia alcançou, no período disponível para o recadastramento, 40% do total de eleitores inscritos, razão maior pela qual a votação será pelo velho sistema. Somente em zonas onde 100% do eleitorado se cadastrou é que a votação será biométrica.

Mesmo aqueles que fizeram seu cadastro no prazo estipulado irão votar como sempre votaram até agora. O Cartório Eleitoral vem fazendo este cadastramento desde 2015, com encerramento em 9 de maio passado. E segundo o órgão, somente nos últimos meses é que a corrida foi grande, já que não havia a obrigatoriedade.

Porém, um alerta: até 19 de dezembro de 2019, 100% dos eleitores locais e dos municípios da comarca terão que estar cadastrados  no sistema de biometria para poderem votar em 2020, nas eleições municipais. Senão, o título será cancelado, como ocorreu esta semana com mais de 3,5 milhões de brasileiros que ficarão fora do pleito eleitoral. Na região, o município mais próximo onde a votação será biométrica é Monte Azul Paulista.

A propósito, os títulos cancelados na comarca, de eleitores que não votaram em três eleições seguidas e não justificaram, representam  1% no máximo.

ELEITORADO E SEÇÕES
O Cartório Eleitoral informou também que em Olímpia estão aptos a irem às urnas, 41.115 eleitores, enquanto em toda comarca são 65.243 votantes aptos. O município com maior número de eleitores, fora Olímpia, é Severínia com 12.501 votantes. Depois vem Guaraci, com 8.419 e Altair, com somente 3.208 eleitores aptos.

No tocante às sessões eleitorais, não houve novidade a não ser o aumento de duas seções eleitorais na escola Luiza Seno de Oliveira, no Jardim Paulista, que no pleito anterior possuia somente uma. No total, são 124 seções espalhadas em 15 escolas. O eleitor deve se dirigir à mesma escola e à mesma seção em que votou nas últimas eleições, em 2016.

COMO É
O cadastramento biométrico é o processo de atualização dos dados constantes do cadastro eleitoral, com o objetivo de implantar a identificação de cada eleitor através de impressão digital, fotografia e, desde que viabilizado, assinatura digitalizada. A Justiça Eleitoral adotou a biometria para garantir ainda mais segurança ao processo eleitoral. A implantação no país vem sendo gradual, já que é necessário convocar todo o eleitorado para a revisão biométrica.

O município que tiver todo o seu eleitorado cadastrado biometricamente estará apto a utilizar urna equipada com identificação biométrica. A liberação é feita na mesa receptora de votos através de equipamento próprio (microterminal) antes de o eleitor entrar na cabine de votação.

Confira os documentos necessários para o atendimento: RG original, Carteira de Trabalho e Previdência Social, carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal (OAB, CRM, CREA, etc), certidão de nascimento ou casamento e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), sendo esta aceita apenas para as operações de transferência, revisão e segunda via.

Comprovante de endereço, em nome do eleitor (conta de luz, ou conta bancária, ou conta de telefone etc., desde que contenha nome e endereço e seja recente); comprovante de quitação do serviço militar (homens com idade entre 18 e 45 anos), para o primeiro título.

O cadastramento biométrico é feito com utilização do chamado "Kit Bio", composto de dispositivo de captura de fotos, escâner para captura de digitais, maleta de transporte e cenário (mini-estúdio fotográfico com assento).

Comentários