Em oito anos, Olímpia conquistará 3.119 moradias populares

Em oito anos, Olímpia conquistará 3.119 moradias populares: investimento de R$ 300 milhões

Na tarde desta segunda-feira, 27 de junho, as últimas 139 famílias assinaram os contratos da casa própria, no módulo IV do Residencial Vida Nova Olímpia. O ato foi realizado na Casa da Cultura, onde também, na quinta-feira, 23, outras 169 famílias haviam assinado os contratos do módulo III do projeto habitacional.

Durante a assinatura da última etapa, o prefeito Geninho Zuliani anunciou que Olímpia terá mais 346 unidades habitacionais, na segunda fase do Residencial Vida Nova Olímpia. A Administração Municipal da Estância Turística de Olímpia somará investimentos, até o final deste ano, de mais de R$ 300 milhões em habitação. O Grupo Pacaembu e a CAIXA têm sido grandes parceiros nesta empreitada. Este empreendimento gerará 500 empregos diretos e cerca de mil indiretos, segundo cálculos do prefeito.

Com isso, a Estância Turística passará a contar com um total de 3.119 casas populares, construídas ou em fase de construção, até o final da gestão de Geninho. Neste lote, estão incluídas as 402 casas da CDHU, conquistadas com intermédio do Deputado Rodrigo Garcia, atual Secretário Estadual de Habitação.

“Fechamos um pacote de 3.119 unidades habitacionais. Cada casa tem em média 3,3 pessoas, então estamos atendendo 10.292 pessoas com moradia própria”, calculou o prefeito Geninho Zuliani. “Claro, tem prestações, mas está se pagando o que é seu para o resto da vida. Em 12 a 15 meses, todos vocês estarão se mudando para a casa nova”, disse ele aos presentes. O número de famílias atendidas por estes núcleos habitacionais “é do tamanho de Cajobi, ou quatro vezes o tamanho de Embauba, ou duas vezes e meia o tamanho de Altair”, comparou o prefeito.

“As 598 casas do Residencial Vida Nova Olímpia foram 100% comercializadas em menos de um mês após o lançamento. O processo de assinatura dos contratos também foi ágil e, agora, iniciamos a comercialização de mais unidades para as famílias da cidade, com o início da segunda fase do empreendimento”, comenta Siene Santos, coordenadora comercial do Grupo Pacaembu.

INSCRIÇÕES ABERTAS

Assim como na primeira fase, o novo bairro planejado de Olímpia terá casas destinadas às famílias que se enquadram no programa Minha Casa, Minha Vida, Faixa 2, com renda mensal familiar comprovada de R$ 1.600 a R$ 6.500. O valor do imóvel será de R$ 99.990 com subsídio de até R$ 15.000, possibilidade de utilizar recursos do FGTS e de financiar em até 360 meses.

O atendimento às famílias interessadas em adquirir um dos imóveis está sendo feito de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas, na Rua Nove de julho, 954, Galeria da Nove, centro.

Para se inscrever, os interessados devem apresentar: originais do RG, CPF, comprovante de residência (conta de energia, água, ou extrato bancário enviado pelo correio), comprovante de estado civil, carteira de trabalho, extrato de FGTS atualizado e os documentos de comprovação de renda.

Os inscritos para a fase I, cujas assinaturas de contratos já terminaram, mas que ainda não regularizaram seus documentos, devem agilizar o processo, para não ficarem fora do Programa.

SEM IPTU

E um detalhe: as casas do Vida Nova Olímpia não pagarão IPTU, conforme autoriza a Planta Genérica de Valores-PGV. Casas com até 65 metros quadrados não pagam o imposto. Estas casas do Vida Nova I e II terão 45,47 metros quadrados. O mutuário pode até ampliar mais 20 metros, que não pagará IPTU.

Apenas para rememorar, de 2009 até agora, já foram implantados em Olímpia, pela Administração Municipal, 786 casas no Morada Verde, 713 no Residencial Harmonia, 273 no Recanto Harmonia, 109 da CDHU (Conjunto Augusto Zangirolami). Em fase de implantação estão 197 casas (94 em 2016 e 103 em 2017) no distrito de Baguaçu, além de 106 em Ribeiro dos Santos, cujo convênio será assinado esta semana, as 598 do Vida Nova fase I, e as 346 do Vida Nova fase II, estas última anunciadas na segunda-feira pelo prefeito Geninho Zuliani.

“Essa é nossa responsabilidade social no que diz respeito a moradias”, enfatiza o prefeito, que anunciou também que em dezembro será entregue a Creche Dona Benta, localizada entre o Harmonia e o Morada Verde. Também anunciou a construção de uma unidade de escola estadual em área institucional naquelas imediações.

EMPREGOS
“Não tenho dúvidas de que esta será a região mais importante de Olímpia”, afirma o prefeito Geninho Zuliani, que lembra também de outra iniciativa, esta de trazer o emprego para perto dos trabalhadores, no caso o Distrito Industrial III, já em fase de implantação de empresas naquela região. Dos 70 lotes disponíveis, pelo menos entre 20 a 30 já estão sendo ocupados. “O emprego está próximo a estas regiões”, enfatiza Geninho, para quem “uma casa é sempre o grande sonho de qualquer pessoa. De uma forma ou de outra, é um recomeço, uma vida nova”.

Comentários