Daemo terá 12 novos cargos de provimento efetivo

São cargos para várias funções, indo desde Engenheiro agrônomo, Procurador Jurídico, a pedreiro e serralheiro

A Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente da Estância Turística de Olímpia, Daemo Ambiental, deverá ter acrescido a seu quadro de funcionários efetivos outras 12 novas funções, conforme projeto de Lei Complementar 197, encaminhado à Câmara de Vereadores pelo Executivo Municipal. São cargos para várias funções, indo desde Engenheiro agrônomo, Procurador Jurídico, a pedreiro e serralheiro. Os novos funcionários vão custar aos cofres da Superintendência R$ 31.821,56 por mês, ou R$ 381.858,72 no final de um ano.

 

O PLC 197 cria três cargos de Fiscal Ambiental, com vencimentos de R$ 2.504,40; um de Biólogo, com o mesmo vencimento; dois de Técnico Ambiental, salário de R$ 2.152,22; dois de Pedreiro, vencimentos de R$ 1.040,89; um de Químico, vencimento de R$ 2.504,40; um de Serralheiro, salário de 2.347,88 e outros três de Administrador Público, Engenheiro Agrônomo e Procurador Jurídico, todos com salários de R$ 3.521,82.

Somente o Procurador Jurídico terá carga horária de 30 horas semanais. Os demais, 40 horas. E somente para Pedreiro é exigido Ensino Fundamental, mas com curso de Pedreiro da Construção Civil, e Ensino Médio para Serralheiro. Os demais cargos exigem nível superior, formação nas respectivas áreas.

ASSESSOR ESPECIAL
Também na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de segunda-feira, 8, foi deliberado o projeto de Lei Complementar 196, dispondo sobre a criação de cargo de provimento em comissão para a prefeitura. São duas vagas para Assessor Especial, com vencimentos de R$ 2.486,13, exigência de Ensino Médio completo ou cursando.

Comentários