Daemo reajusta água por decreto em 6,3%

Geninho (DEM) autorizou, também, reajuste em 17% nas tarifas de mototáxis    

 

O prefeito Geninho (DEM) autorizou por meio do Decreto 4.983, de 26 de abril, publicado na edição de sábado passado, 30 de abril, da Imprensa Oficial do Município-IOM, reajuste da ordem de 6,30% nas tarifas de água e esgoto, já que este tem seu valor calculado com base em 80% do valor do consumo da água. Desde domingo, 1º de maio, a água já está sendo vendida com os novos preços.

Porém, preço novo, problema velho. Na tarde de quarta-feira, 4, pelo menos a região central da cidade ficou sem água durante toda a tarde, trazendo transtornos para seus moradores, comércio e empresas de modo geral. Uma indústria teve que cancelar a programação de horas-extras noturnas porque não havia possibilidade de trabalhar sem água nas torneiras. A situação só foi restabelecida por volta das 19 horas, ainda assim com água escura saindo das torneiras.

 

No Decreto o prefeito justifica que desde 1º de maio de 2010, portanto há 12 meses, o valor não era reajustado. Também consta do Decreto que o percentual foi solicitado pelo superintendente geral do Daemo, Valter José Trindade, em oficio datado do dia 11 de abril, solicitando que fosse aplicado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor-INPC que, no período, acumulou 6,30%. O Decreto determina ainda que as tarifas correspondentes  à categoria de “entidade assistencial”, tenham desconto de 60% em relação à tarifa comercial.

 

MOTOTÁXI: 17%

O prefeito Geninho autorizou também reajuste de quase 17% na tarifa básica dos serviços de mototáxi. Com isso, a partir do próximo domingo, dia 9 de maio, o usuário do sistema passará a pagar R$ 3,50 e não mais os R$ 3 que paga atualmente. A diferença de R$ 0,50 representa um reajuste de 16,66%.

Esse valor, no entanto, está estipulado para as corridas realizadas nos dias úteis, até à meia noite. A partir da zero hora, assim como também para corridas fora do perímetro urbano, e mesmo urbano, mas em domingos e feriados, o preço será de R$ 4.

 

Os novos valores constam do Decreto 4.981, baixado pelo prefeito com data de 25 de abril, quarta-feira da semana passada, e publicado na edição da Imprensa Oficial do Município-IOM de sábado, 30 de abril.

Comentários