Confirmadas quatro mortes por dengue e outras quatro estão em investigação

Casos estavam sendo investigados há meses em Barretos; Planeta News noticiou investigações em abril, mas fato vinha sendo negado pelo secretário e pelo prefeito Cunha

A Secretaria de Saúde da Estância Turística de Olímpia confirmou, na tarde de quarta-feira passada, 26, as quatro primeiras mortes causadas pela dengue no município em 2019. Ao todo, a cidade possui 3.359 casos positivos da doença. De acordo com o órgão, as vítimas eram idosas, sendo três mulheres com idades de 71, 78 e 76 anos, e um homem de 90 anos. Todos eles apresentavam outras doenças e morreram por complicações da dengue.

Os casos estavam sendo investigados há meses pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica de Barretos e o laudo foi divulgado esta semana. Outras quatro mortes suspeitas continuam em investigação. O Planeta News havia dado a informação das investigações de mortes em abril, mas a possibilidade era negada enfaticamente tanto pelo secretário Marcos Pagliuco quanto pelo prefeito Fernando Cunha (Sem partido).

Ainda segundo a Secretaria de Saúde, o município tem acompanhado o trabalho do GVE e continua intensificando as ações de combate ao mosquito transmissor da dengue, tendo ainda apresentado queda na incidência de novos casos da doença.

A dengue já fez ao menos 26 mortes na região, sendo 13 delas em Rio Preto –cidade que lidera o ranking de número de casos positivos da doença em 2019. Já foram computados 26.380 casos até a última quarta-feira, 19. Esta é a maior epidemia da história da cidade. Outros 3.210 casos de dengue são investigados. Bauru é a segunda cidade do Estado com mais casos, com 22.484 confirmações. A cidade, porém, registrou mais mortes até o momento: 28.

Comentários