Começa campanha anti-HPV com ampliação na faixa etária

A partir de segunda, 9, meninas com idade entre 9 e 11 anos e aquelas de 11 a 13 serão vacinadas contra a doença

Começa na próxima segunda-feira, 9, a campanha de vacinação contra o HPV, com a idade de alcance retroagida a 9 anos, indo até os 11. Porém, aquelas meninas de 11 a 13 anos que não receberam a vacina em 2014 ou não obtiveram a segunda dose, também serão vacinadas. O Papiloma Vírus Humano é a doença sexualmente transmissível mais comum do mundo. A vacinação é usada na prevenção de câncer de colo do útero.

A enfermeira-diretora da Divisão de Vigilância em Saúde, Maria Carolina Mirândola, explica que a campanha atinge agora esta faixa etária porque, de acordo com a nota técnica da Secretaria Estadual de Saúde, estudos mostram que a melhor ocasião para vacinação contra o HPV é efetivamente na faixa etária de 9 a 13 anos, antes do início da atividade sexual. Além disso, é nessa época da vida que a vacinação proporciona níveis de anticorpos mais altos que a imunidade natural produzida pela infecção do HPV.

A imunização atuará em âmbito misto, realizando-se em Unidades de Saúde e nas escolas públicas e privadas. A Secretaria Municipal de Saúde informa que já entrou em contato com as escolas com faixa etária alcançada pela campanha para agendar as datas de vacinação. A vacina complementa as demais ações preventivas do câncer de colo do útero, como a realização rotineira do exame preventivo, Papanicolau e o uso de camisinha nas relações sexuais.

O esquema vacinal estendido adotado tem duas grandes vantagens. A primeira é que possibilita alcançar a cobertura vacinal de forma rápida, com a administração das duas doses. Outro benefício é que a terceira dose, cinco anos depois, funciona como um reforço, prolongando o efeito protetor contra a doença.

Na campanha deste ano, mulheres com faixa etária entre 09 e 26 anos de idade contaminadas pelo vírus HIV, Vírus da Imunodeficiência Humana, também serão imunizadas contra o HPV. A inclusão destas mulheres na campanha deve-se a este grupo ser considerado mais susceptível a complicações em decorrência do HIV. As duas primeiras doses da vacina são aplicadas em um prazo de seis meses e a terceira após cinco anos da primeira dose.

Comentários