Câmara deve aumentar número de vereadores para ‘driblar’ dificuldades eleitorais

Nas eleições vindouras, não haverá coligações para vereadores, cada partido terá que ter a sua lista própria de candidatos e buscar número de votos que viabilize suas eleições

No começo do ano, o Planeta News publicou que a Câmara de Vereadores da Estância Turística de Olímpia teria que estudar, até obrigatoriamente, com quantas cadeiras se fará o Legislativo a partir de 2021. Foi ressaltado que se trata de um assunto espinhoso, mas que terá que ser levado a debate entre os membros do Legislativo, até mesmo por exigência legal.

O assunto teve repercussão geral e inundou as redes sociais de críticas e defesas, e na Câmara foi uma polêmica muito grande. O presidente Antonio Delomodarme, o Niquinha (Avante), negou peremptoriamente a possibilidade, dizendo até que, por sua vontade, a Casa de Leis teria nove e não os 10 vereadores atuais, ou os onze mínimos que a Casa terá que ter a partir de 2021.

Agora, surge a informação de que a Estância pode vir a ter até 15 vereadores a partir da próxima legislatura, simplesmente para que possam ser de certa forma, driblados os rígidos critérios eleitorais implantados para o próximo pleito.

Como se recordam os leitores, foi dito aqui que para as eleições vindouras, não haverá coligações partidárias para cargos proporcionais, ou seja, cada partido terá que ter a sua lista própria de candidatos à vereança, e buscar número de votos que viabilize suas eleições.

Para tanto, terão que alcançar o coeficiente que, no caso de dez vereadores, seriam três mil votos para cada cadeira. Então, a solução que estão pensando para facilitar a vida, principalmente daqueles que já estão no cargo, é aumentar o número de cadeiras, assim aumenta-se o número de candidatos e, ao final, diminui-se o coeficiente exigido para se elegerem.

Segundo o Planeta apurou junto a fontes da Casa de Leis, a dúvida é se serão adotadas 13 ou 15 cadeiras. No primeiro caso, seriam 19 candidatos, e coeficiente eleitoral de cerca de 2,5 mil votos. No segundo caso, seriam 22 candidatos e dois mil votos no coeficiente eleitoral.

Comentários