Vereador diz não ter medo de ‘dinamite’ e que está processando Niquinha

Hélio Lisse (PSD) foi acusado por Antonio Delomodarme, o Niquinha (PTdoB) de ter assediado sexualmente sua assessora parlamentar; leia, abaixo, texto encaminhado à redação pelo vereador, a título de ‘direito de resposta’ sobre matéria veiculada na edição de sexta-feira passada, 16 de março.

Vereador Hélio Lisse

“Em resposta à matéria trazida pelo semanário Planeta News sobre as falácias de “assédio sexual” apresentadas pelo vereador Niquinha e suas insinuações sobre a suposta “dinamite” contra este vereador, venho manifestar meu mais profundo repudio e afirmar que não temo tais ameaças. Tenho uma vida reta, sempre meu pautei pelo respeito, ética moral. Afirmo que nunca pratiquei assedio e nunca faltei com respeito a ninguém. Sou delegado aposentado e professor de direito, jamais iria praticar qualquer crime ou ato que fosse manchar minha credibilidade perante a sociedade Olimpiense e Mineira. Aguardei pacientemente por retratação, oque não aconteceu, diante disso representei “noticia-crime” contra o vereador Niquinha por calúnia e difamação, agora meu acusador terá que provar isso na justiça.

     Entendo que a população de Olímpia não merece esse tipo de discussão, existem inúmeras outras matérias para serem tratadas na Câmara Municipal, como cobrança e sugestões na saúde, educação, zeladoria da cidade, meio ambiente e diversos outros setores, em respeito á população olimpiense, não quero tratar desse assunto na tribuna, agora é com a justiça.

      Tenho sido taxado pejorativamente de ter espirito de delegado, quero dizer aos meus adversários e a população olimpiense que tenho orgulho de ter espirito de delegado, sempre lutei e combati a corrupção por onde passei, a exemplo de Fronteira onde comandei a prisão de nove vereadores acusados por desvio de dinheiro publico e uso irregular de verba indenizatória. Continuo com a mesma ética, moral e vontade de combater a corrupção, talvez isso incomode alguns que fazem da politica e da pratica ilegal seu meio de vida. Afirmo a população olimpiense e aos meus eleitores que continuo firme e forte exercendo meu mandato em favor da população, seja indicando e oferecendo sugestões como requerendo informações e criticando o que não vai bem à cidade.

    Por fim, digo àqueles que têm habito de praticar a ilegalidade, seja na politica ou em qualquer instituição, que jamais irei me calar diante de tais ilícitos, quem tem ‘rabo preso’ que se cuide, pois também fui eleito para fiscalizar, e assim irei prosseguir até o fim da minha vida.”

Comentários