Cunha conclui Centro de Diagnóstico e promete ‘quase mil exames por mês’

Local havia sido inaugurado no final do ano passado e já atendia pacientes; equipamentos instalados já estavam todos comprados; governo Geninho investiu R$ 500 mil ali


O prefeito Fernando Cunha (PR), após onze meses conseguiu concluir a instalação em Olímpia do Centro de Diagnóstico Por Imagem, e o entregou definitivamente à população, em cerimônia na terça-feira, dia 21, prometendo aos olimpienses a realização de “quase mil exames por mês”. As instalações já estavam prontas e todos os equipamentos comprados. O então prefeito Geninho (DEM) informou quando da inauguração pró-forma, no final do ano passado, que havia investido ali R$ 500 mil.

O Centro de Diagnóstico por Imagem recebeu o nome da saudosa olimpiense “Neuza Martins de Alencar”. O local possui capacidade para realizar quase mil exames por mês, sendo, em média, 10 exames de ultrassom Doppler por semana, 12 exames de ultrassom comum por dia e mais 35 exames de Raio-X por dia.

Segundo o prefeito Fernando Cunha, com essa abertura, a expectativa é zerar mais rapidamente a fila de espera de cerca de seis mil exames atrasados desde 2014, o que prejudica o diagnóstico e o tratamento de pacientes da rede pública.

Até então, segundo dados oficiais, a Secretaria Municipal de Saúde tem capacidade para realizar 248 exames por mês, mas o município necessita de, em média, de 400 exames por mês. A gestão Geninho Zuliani, dentro do investimento de quase R$ 500 mil, já havia adquirido o aparelho de Raio-X digital e o equipamento de ultrassom de última geração, para trazer à população, “um serviço de excelência”, conforme disse na pré-inauguração do CDI no final de 2016.

Com o CDI em funcionamento, Cunha acredita que irá desafogar a UPA do que não é emergência, “proporcionando atendimento a quase mil pessoas por mês”.

O prédio já havia sido inaugurado em 30 de novembro de 2016 sem estar concluído ainda sem poder prestar todos os atendimentos de forma adequada. A gestão atual, por meio da Secretaria de Obras, Engenharia e Infraestrutura, realizou as adequações que faltavam, como o revestimento de massa baritada para isolar o ambiente de qualquer produto radioativo, o assentamento de pisos para a montagem do equipamento de Raio-X, além de efetuar a manutenção da parte elétrica e hidráulica.

E, por fim, instalou os equipamentos de Ultrassom e Raio-X, sendo que este estava guardado em uma caixa fechada desde o ano passado. O Centro de Diagnóstico por Imagem está localizado na Rua Dr. Antônio Olímpio, 133, centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 16 horas.

Comentários